Estão abertas novas vagas para docentes
29 de outubro de 2021
Faculdade São Leopoldo Mandic abre inscrições para Residência Médica 2022 nas unidades de Campinas e Araras
30 de novembro de 2021

Sarau conta pela 1º vez com a presença de Arcoverde

Sob a condução leve e divertida do Dr. Rui Barbosa de Brito Junior, diretor de Extensão da Faculdade São Leopoldo Mandic, o Sarau “O duelo” foi um sucesso, alcançando uma audiência de mais de 800 visualizações. Pela primeira vez, o evento contou com a presença da Faculdade de Medicina do Sertão (FMS), de Arcoverde – PE, reunindo as três unidades de graduação do Grupo São Leopoldo Mandic.

Realizado na última quarta-feira, dia 10 de novembro de 2021, o Sarau é uma atividade de extensão cultural aberta a toda a comunidade acadêmica, que promove o encontro de alunos, professores e funcionários da Instituição para revelar talentos artísticos, além de ser uma oportunidade de descontração.

Essa 6ª edição do evento foi marcada pela realização de covers de cantores e grupos musicais famosos, como Abba, Elvis Presley, Amy Winehouse, e até mesmo uma canção original da estudante de Medicina Laura Mendes, inaugurando com grande estilo a participação da FMS. Todas as performances foram gravadas em um estúdio externo.

CONFIRA O EVENTO NA ÍNTEGRA

Participaram os alunos de graduação e pós-graduação de Medicina e Odontologia. Foram cinco apresentações individuais e duas duplas que competiram entre si em 3 duelos. O prêmio para os ganhadores de cada disputa foi de mil reais.

O júri foi composto pelo Dr. Fábio D’Alexandri, diretor adjunto de graduação da unidade de Araras, Dr.ª Fabiana Succi, diretora de graduação de Medicina em Campinas, Dr. Francisco de Sales Chagas, coordenador do curso de Medicina da FMS, Dr.ª Fabiana Mantovani Gomes França, diretora de unidades, além do público que pôde votar em tempo real.

As músicas escolhidas pelos participantes foram “Your Man”, do cantor americano de country Josh Turner, “Mamma Mia”, do grupo sueco Abba, “Rolling in the Deep”, da cantora Adele, “Daemons”, de autoria da aluna Laura Mendes, “Back to Black”, de Amy Winehouse, “How Can I Go On”, do lendário vocalista da banda Queen, Freddie Mercury.

Os tambores das baterias Infantaria e Apneia, de Araras-SP e Campinas-SP, respectivamente, também deram o ritmo ao Sarau, contagiando a todos com o som do samba.

Como mestre de cerimônia do evento, o Dr. Rui, querido entre os colegas e alunos, deu o tom do Sarau, compartilhando com muito humor anedotas sobre a Faculdade. “Eu estava emocionado, pois foi o primeiro evento aberto a todas as faculdades do grupo São Leopoldo Mandic. Já estou com saudade do Sarau presencial”, comentou depois do evento.

Confira quem foram os vencedores:

1º duelo: João Vitor de Araújo Silva (@joaovitorarara), aluno da pós-graduação em Implantodontia, da unidade de Campinas, com a música country “Your Man”, de Josh Turner. João é de Uberaba – MG e concilia a Odontologia com a música, tocando com uma dupla sertaneja em eventos e bares. “Queria agradecer a todos os organizadores desse evento, atualmente é difícil quem preza tanto por cultura e integração. Estou me sentindo muito feliz, não só por participar como também por ter vencido competindo com pessoas excelentes. Foi um prazer e espero participar de mais eventos como esse!”, contou.

2º duelo: Laura Mendes Vilar, estudante do 1º ano de Medicina da FMS, com sua própria canção autoral “Daemons”. Ela contou que sempre foi muito ligada à música, por meio da composição e do piano. Laura explicou que a música fala sobre ansiedade e que a compôs em plena pandemia. “Estou muito feliz! Foi muito bom participar! Uma experiência muito diferente com certeza. Eu nunca tinha ido a um estúdio”.

3º duelo: Kemilly Morandin Barboza, estudante do 4º ano de Medicina, da unidade de Araras, cantando “Back to Black”, da memorável cantora britânica Amy Winehouse. Sobre a escolha da canção, ela explicou que Amy Winehouse marcou toda uma geração, deixando muitas músicas boas. Kemilly disse já ter feito aulas de técnica vocal e que canta há algum tempo. Ela também explicou como a música é importante para a vida dela: “Tenho uma tatuagem escrita ‘a arte é garantia para a sanidade’. Ter música como uma das formas de arte dentro da faculdade nos proporciona uma experiência sensacional. Sem falar em todo o contexto de humanização médica que é estimulado pela arte”.

X